ride • run • eat • drink
bikesescapegironarideroadbike

ROCACORBA CYCLING

rocacorba cycling

Imaginem uma villa do século XVII convertida em alojamento local com todas as condições para albergar ciclistas e as suas famílias… Não é preciso imaginar, existe em Banyoles e é a sede da Rocacorba Cycling

Can Campolier é uma típica villa histórica catalã, situada junto do lago de Banyoles e encostada à famosa subida de Rocacorba, uma das inúmeras subidas na proximidade da não menos famosa cidade de Girona – Catalunha. 

Adquirida por Ashleigh (ciclista profissional na equipa CCC Liv) e Carl (ex triatleta) dois Sul-Africanos que logo após a conclusão dos seus cursos de Engenharia se mudaram de malas e bagagem para a Europa, em perseguição do sonho de se tornarem profissionais.

É fácil de compreender o “amor à primeira vista” por esta villa e a razão de em 2018 iniciarem as obras de restauro e modernização por forma a criarem as condições necessárias para a recepção de hospedes. Nas palavras de Ash as remodelações são uma obra em curso, aliás desde a nossa visita em finais de dezembro de 2019, os melhoramentos foram significativos, principalmente na área das bicicletas.

A Ash e a Carl juntaram-se Johan, Sandy e Edward, todos eles com um mesmo objectivo em mente, criar o melhor alojamento possível, complementado por uma vasta oferta de serviços para os amantes das bicicletas. Serviços que vão desde o aluguer de bicicletas topo de gama para passeios guiados ou em autonomia, passando pelo bike fitting, mecânica e massagens.

Transpor o portão que dá acesso ao pátio principal da villa é qualquer coisa de fascinante. Quase que conseguimos sentir as anteriores vidas que fizeram parte da história de cada uma daquelas pedras e inevitavelmente damos connosco a imaginar fazer parte da história futura destas mesmas pedras, mesmo que apenas por alguns dias.

Hospitalidade, é a palavra que me ocorre para melhor descrever a manhã que passei em Can Campolier e a pedalar com a Ash. Todos, sem qualquer exceção, fizeram questão de me acolher e tentar colocar em palavras a paixão que diariamente depositam na Rocacorba Cycling.

Geograficamente implantada numa pequena elevação com vista privilegiada sobre o lago de Banyoles, a construção da piscina veio acrescentar ainda mais qualidade à já previamente existente. Tornou-se no spot perfeito para passar as tardes a relaxar e a desfrutar da paisagem envolvente, após os longos passeios de bicicleta realizados pela manhã.

Após as apresentações e a respetiva visita guiada foi-me dito que a minha guia seria nada mais nada menos que a própria Ashleigh Moolman Passio, ciclista profissional da CCC Liv Team. Devo confessar que fiquei um pouco apreensivo… Pedalar com uma ciclista profissional num treino de 6h, fica “ligeiramente” fora da minha zona de conforto. Felizmente a Ash manteve a conversa animada durante os 80kms – sim porque não fiz a totalidade do treino, fiquei-me pelas 4h.

Mesmo assim ainda me foi possível conhecer a subida ao alto de Mare de Deu del Mont, com os seus 21kms, pendente média de 5% e que vai até aos 1123m de altitude. Eu num ritmo regular e a Ash a fazer as suas séries, chegámos ao alto e após recuperar o folego, fizemos uma pequena pausa para devidamente apreciar a vista… e que vista! 

Terminadas as fotos da praxe chegou o momento de descer e iniciarmos o caminho de regresso. De salientar que toda a volta foi feita em estradas com pouco ou nenhum movimento automóvel, o que favoreceu ainda mais toda a experiência de pedalar na Catalunha. A passagem por aldeias históricas é uma constante e num raio de poucos kms temos inúmeras subidas de renome à nossa escolha, o difícil mesmo é conseguir optar.

No regresso, ainda houve tempo para uma paragem junto ao lago de Banyoles para uma “pequena” reposição de energias. A titulo de curiosidade, este lago foi utilizado para as competições de remo dos XXV Jogos Olímpicos em 1992.

Infelizmente esta espetacular manhã chegou rapidamente ao fim. Para mim chegou o momento de regressar a Can Campolier, enquanto a Ash continuou a pedalar até ao alto de Rocacorba.

Desta vez não houve oportunidade para pernoitar, mas pelo que vi dos alojamentos é com toda a certeza mais uma experiência maravilhosa. Com uma decoração minimalista e pensados para satisfazer todas as necessidades de conforto dos hospedes, onde nenhum pormenor foi deixado ao acaso.

Deixo aqui o  meu agradecimento pela disponibilidade para me receberem e a vontade e  promessa de um retorno em breve, com mais tempo e estadia incluída, obviamente acompanhado pela família.

Imagine a 17th century villa converted into local accommodation with all the conditions to accommodate cyclists and their families… No need to imagine, it exists in Banyoles and is the headquarters of Rocacorba Cycling.

Can Campolier is a typical historic Catalan villa, located near by the Lake of Banyoles and next to the famous climb of Rocacorba, one of the many climbs in the vicinity of the not less famous city of Girona – Catalonia.

Acquired by Ashleigh (professional cyclist in the CCC Liv team) and Carl (ex-triathlete) two South Africans who soon after completing their engineering courses moved with their bags and luggage to Europe, in pursuit of the dream of becoming professionals.

It is easy to understand the “love at first sight” for this villa and the reason why in 2018 they begin the restoration and modernization works in order to create the necessary conditions for the reception of guests. In Ash’s words, the remodeling is a work in progress, moreover since our visit in late December 2019, the improvements have been significant, especially in the area of ​​bicycles.

Ash and Carl were joined by Johan, Sandy and Edward, all with the same objective in mind, to create the best accommodation possible, complemented by a wide range of services for bicycle lovers. Services ranging from the rental of high-end bicycles to guided or self-guided tours, including bike fitting, mechanics and massages.

Crossing the gate that leads to the main courtyard of the villa is something fascinating. We can almost feel the previous lives that were part of the history of each of those stones and inevitably we find ourselves part of the future history of these same stones, even if only for a few days.

Hospitality, is the word that comes to mind to better describe the morning I spent in Can Campolier and cycling with Ash. Everyone, without any exception, made a point of welcoming me and trying to put into words the passion that they deposit daily in Rocacorba Cycling.

Geographically implanted in a small elevation with a privileged view over the lake of Banyoles, the construction of the swimming pool added even more quality to the previously existing. It has become the perfect spot to spend the afternoons relaxing and enjoying the surrounding landscape, after the long bike rides in the morning.

After the presentations and the respective guided tour I was told that my guide for the ride would be none other than Ashleigh Moolman Passio, professional cyclist of the CCC Liv Team. I must confess that I was a little apprehensive… Cycling with a professional cyclist in a 6-hour workout, it is “slightly” out of my comfort zone. Fortunately Ash kept the conversation lively during the 80kms – yes because I didn’t do the entire training, I stayed in the 4 hours.

Even so, it was still possible for me to get to know the climb to the top of Mare de Deu del Mont, with its 21 km, in an average slope of 5% and that goes up to 1123m in altitude. Me at a regular pace and Ash doing her series, we reached the top and after catching our breath, we took a short break to properly enjoy the view… and what a view!

After the usual photos were finished, it was time to go down and start the way back. It should be noted that the entire ride was made on roads with little or no car movement, which further favored the whole cycling experience in Catalonia. The passage through historic villages is a constant and in a radius of a few kilometers we have numerous renowned climbs to choose from, the difficult thing is to be able to choose.

On the way back, there was still time for a stop by the Banyoles lake for a “small” replenishment of energy. As a curiosity, this lake was used for the rowing competitions of the XXV Olympic Games in 1992.

Unfortunately this spectacular morning has quickly come to an end. It was time for me to return to Can Campolier, while Ash continued to cycle to the top of Rocacorba.

This time there was no opportunity to stay overnight, but from what I saw of the accommodations it is certainly another wonderful experience. With a minimalist decor and designed to satisfy all the comfort needs of guests, where no detail was left to chance.

Let me just finish by saying thank you for the worm welcome and with the will and promise of a soon return, with more time to stay overnight, obviously accompanied by the family.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *