ride • run • eat • drink
escapesup

STAND UP PADDLE

arrabida sup

No verão de 2020 tínhamos marcado com a Arrábida Sup a nossa primeira experiência em Stand Up Paddle. Era algo que queríamos muito fazer os quatro, mas infelizmente, devido ao acidente que sofri de bicicleta, tivemos de cancelar.

2020 foi cancelado, mas para 2021 estávamos decididos a realizar o nosso desejo, um desejo partilhado a quatro que acabou por superar todas as expectativas!

O dia foi escolhido, aproveitando uma aberta neste muito ventoso Verão e o ponto de encontro foi a praia do Creiro, no Portinho da Arrábida. Como nesta praia as manhãs são menos ventosas, agendámos o início do nosso passeio para as 9h, com uma duração prevista de 2h30 que no final se “transformaram” em 3h30.

Ainda na praia escutámos atentamente as recomendações do Tiago sobre técnicas de remada, postura e procedimentos de emergência.

Finalizado o briefing inicial chegou o momento de colocar em pratica os conhecimentos adquiridos e acalmar aquela ansiedade inicial. A sensação inicial de instabilidade rapidamente deu lugar a uma união completa entre nós e a prancha e quase instantaneamente nos colocámos em pé e começámos a remar… foi espetacular!!!

No início e para proporcionar uma correta adaptação dos adultos às pranchas de Sup (não esquecer que foi a primeira vez para mim e para a Sara), o Daniel e a Carolina foram na prancha do Tiago. Direção Pedra da Anicha.

A água parecia um espelho, na ausência total de vento… e a deslocação das pranchas mesmo para dois iniciados, foi rápida e quase imperceptivelmente chegámos ao nosso primeiro spot onde nem nos meus tempos de mergulho ao longo da costa da Arrábida, consegui observar tanta vida marinha. Vimos enormes cardumes de peixes, estrelas do mar do tamanho de um braço (de criança), ouriços e uma autentica floresta aquática, tudo resultado da criação do Parque Marinho Prof. Luis Saldanha.

Em seguida remámos em direção à praia, para um pequeno descanso desta nova posição e aproveitámos para dar alguns mergulhos. Ao regressar à prancha, mais uma vez comprovámos os ensinamentos do Tiago, a tensão e os pequenos tremores de perna desapareceram por completo.

Ainda tivemos tempo de ir à praia de Galápos onde demos mais uns mergulhos e no regresso, já com as crianças em cada uma das nossas pranchas “surfámos” uma pequena ondulação provocada pelos barcos.

 

Foi uma experiência maravilhosa, perfeitamente executada e em total segurança, onde aproveito mais uma vez, para agradecer ao nosso professor Tiago.

Acabámos com uma vontade imensa de investir em duas pranchas de SUP para integrar esta nova forma de estar na nossa rotina familiar.

 

In the summer of 2020 we had booked our first Stand Up Paddle experience with Arrábida Sup. It was something the four of us really wanted to do, but unfortunately, due to the accident I had on my bike, we had to cancel.

2020 was cancelled, but for 2021 we were determined to fulfill our wish, a wish shared by four that ended up surpassing all expectations!

The day was chosen, taking advantage of an opening in this very windy summer and the meeting point was Creiro beach, in Portinho da Arrábida. As mornings are less windy on this beach, we scheduled the start of our tour at 9am, with an estimated duration of 2h30 which in the end turned into 3h30.

Still on the beach, we listened carefully to Tiago’s recommendations on paddling techniques, posture and emergency procedures.

After the initial briefing, it was time to put the acquired knowledge into practice and calm that initial anxiety. The initial feeling of instability quickly gave way to a complete union between us and the board and almost instantly we got to stand up and started paddling… it was spectacular!!!

In the beginning and to provide the adults with a correct adaptation to Sup’s boards (don’t forget that it was the first time for me and Sara), Daniel and Carolina went on Tiago’s board. Direction Pedra da Anicha.

The water looked like a mirror, in the total absence of wind… and the displacement of the boards even for two beginners, was quick and almost imperceptibly we reached our first spot where not even in my diving days along the coast of Arrábida, I managed to observe so much underwater life. We saw huge shoals of fish, arm-sized starfish (a child arm), sea urchins and an authentic aquatic forest, all the result of the creation of the Prof. Luis Saldanha Marine Park.

Then we paddled towards the beach, for a little rest from this new position and took the opportunity to take a few dips. Upon returning to the board, once again we verified Tiago’s teachings, the tension and the small leg tremors disappeared completely.

We still had time to go to Galápos beach where we took a few more dips and on the way back, with the children on each of our boards, we “surfed” a small swell caused by the boats.

It was a wonderful experience, perfectly executed and in total safety, where I once again take the opportunity to thank our teacher Tiago.

We ended up with an immense desire to invest in two SUP boards to integrate this new way of life in our family routine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.